Arquétipo do Timão ou Leme: Desapego, Direção, Liderança e Oportunidades


Aqui está mais uma ferramenta incrível para você que deseja esquecer um amor, esquecer o ex e superar aquela dor do fim pois traz a frequência do desapego.

Muito poderoso  para tomar um novo rumo na sua vida, traz a energia de atrair novas oportunidades e influencia  a nossa abertura para o novo.

Em um navio, o timão ou leme  é usado para fazer as manobras de navegação, é ele que permite modificar o rumo do barco, é o “volante” com o qual  governamos a embarcação. Graças ao timão, é possível mudar o rumo, desviar de obstáculos e prosseguir na rota certa.

Associado à capacidade de  mudar a direção e ao mar -  elemento água - que representa aqui emoções e sentimentos incontroláveis, o timão enquanto arquétipo influência a sua capacidade de escolher a direção a seguir para influenciar suas próprias emoções. Temos que ter firmeza e, ao mesmo tempo, serenidade para conduzir a embarcação com leveza.

Quando falamos de navegação estamos falando de um caminho que precisamos atravessar para chegar ao destino que escolhemos. Os caminhos no mar não são tão delineados, as águas que amanhecem calmas ao entardecer podem estar revoltas, mas há um caminho e com a firmeza, serenidade e confiança para conduzir chegamos lá.

Este arquétipo remete à capacidade de comandar, guiar e de orientar também outras pessoas, remetendo a uma posição de comando. Simboliza responsabilidade, supremacia e prudência. Esse é um arquétipo predominantemente racional (yang) ajuda a ter autodomínio pra tomar decisões e ações necessárias, mas deve ser usado com cuidado por quem já é mais yang.

Timão de Oito Pontas 

O budismo, doutrina oriental propagada por Buda, é composto de vários símbolos. Um dos mais conhecidos é a Roda do Dharma, também chamada de Dharma-chakra ou Roda da Lei.

Na cultura budista, acredita-se que esse objeto, quando composto por oito pontas,  simboliza o sentido cíclico do tempo e da vida em diferentes culturas do oriente. 


 As duas hastes que formam uma cruz significam as "quatro verdade nobres", que são, de acordo com o budismo, a vida, que é sofrimento motivado pela ignorância e desejo, que advém do apego. Somente o desapego é capaz de acabar com o sofrimento da vida.

Já as duas hastes que ficam na diagonal representam “o caminho das oito vias” que de acordo com a essência do budismo são: a visão correta, a linguagem correta, a conduta correta, a atenção correta, a aspiração correta, o esforço correto, e a meditação correta.

Envolvendo as oito pontas do timão, na Roda do Dharma estão dois círculos: o maior, que representa a Samsara, “roda de renascimentos” e o menor, que simboliza o Nirvana, que é a libertação do sofrimento e auge da felicidade.

Virtudes do Arquétipo Timão

Você pode usar este arquétipo se estiver em busca de:

  • Desapego
  • Governar as emoções - razão acima da emoção
  • Novas oportunidades
  • Mudanças;
  • Aliviar dores emocionais;
  • Términos são mais fáceis de serem superados;
  • Transformação pessoal;
  • Prudência
  • Liderança
  • Tomar a direção da sua vida

O Lado Sombrio do Timão:

  • Racionalidade excessiva
  • Compulsão pelo novo
  • Despreocupação ao que pode ser  necessário;
  • Necessidade de Controle - pode aflorar o desejo de ter controle sobre tudo que acontece ou sobre os outros
  • Autoritarismo


Indo além no Mundo dos Arquétipos 

Os arquétipos são responsáveis por reger e organizar o mundo, a mente e também os comportamentos. Atuam poderosamente no inconsciente coletivo, trazendo transformações reais para a nossa vida.

Sendo assim, se você deseja influenciar a sua frequência e se beneficiar da energia dos arquétipos, recomendamos que você conheça o treinamento O Poder dos Arquétipos.

CLIQUE AQUI 


Postar um comentário

0 Comentários