Mapa do Tesouro - Lei da Atração

Esse instrumento, o Mapa do Tesouro, é um instrumento bem conhecido e se resume na aplicação de alguns princípios mágicos bastante antigos.

No livro "A Arte E A Pratica Da Visualização Criativa" Ophiel escreve que no Egito, assim que nascia um membro da realeza iniciava-se a construção de uma tumba para ele ou ela. Nas paredes das tumbas eram pintados desenhos retratando episódios da vida dele até sua morte, isso era feito enquanto eles ainda eram crianças. Esses desenhos mostravam a criança cercada de todas as coisas boas da vida até a morte e mesmo depois dela! Em outras palavras se previa uma vida maravilhosa para aquela criança e se magnetizava isso através do mapa feito nas tumbas.

Essas pinturas nas paredes das tumbas adquiriam poder e vida por meio da mágica dos sacerdotes.

Ophiel conta uma história sobre uma senhora em La Jolla que ensinava esse sistema do Mapa do Tesouro. Um de seus alunos elaborou um mapa para uma linda mulher e o outro para uma garrafa de uísque, e ambos conseguiram o que queriam. A sensatez desses alunos está em se manterem na esfera de disponibilidade deles e não saltarem para pedidos muito distantes da sua realidade, assim você é capaz de ir expandindo essa esfera desejo após desejo.

A técnica de preparar e usar um mapa do tesouro é muito simples e descrita a seguir:

A primeira coisa a fazer é arrumar uma grande folha de papel ou papelão, ou alguma outra superfície grande onde possa pregar coisas, digamos de 35 x 35 cm ou mais. A “superfície” do seu mapa deve ser conservada no lugar mais privado possível. Não deverá ser mantido onde outras pessoas possam ver.

Casais poderão fazer um mapa juntos para benefício mútuo, mas essa é praticamente a única exceção a essa regra de sigilo. Portanto, faça do seu mapa um segredo.

Depois de escolher a superfície do mapa e montá-la a primeira coisa a fazer é traçar uma linha limítrofe ao longo das bordas do mapa para invocar a Lei da Limitação. Quando você coloca uma linha limítrofe na superfície do mapa, você não só está delimitando a superfície do mapa físico, mas delimitando também o correspondente astral do mapa. Tudo o que existe no plano físico tem um correspondente nos planos astrais até o topo da Criação.

Comece a procurar imagens que representam os seus desejos, poderá encontrá-las em revistas, folhetos de propaganda e cola-las no seu mapa , ou poderá desenhar você mesmo o que represente seus desejos!

Pense não apenas em coisas materiais, mas emoções, postura, personalidade ou comportamento.

Aqui vão algumas instruções básicas que você poderá usar em seu mapa.

  • Você pode colocar no alto do mapa a figura de algo inspirador e, na parte inferior do mapa, a figura de algo que expresse o seu agradecimento.
  • Poderíamos dizer que sonhos grandiosos devem ir para o alto do mapa, e desejos menores para perto da base.
  • Podemos considerar a base do mapa como mais perto do presente e o alto do mapa como mais distante do presente.
  • O lado esquerdo pode ser considerado o lugar de onde as coisas vêm, e o lado direito o lado das coisas que já chegaram ou estão prestes a chegar.

Escolha as figuras das coisas que deseja e coloque-as no mapa adequadamente. Lembre-se da Esfera da Disponibilidade. Também tenha em mente as outras leis da visualização criativa que já aprendeu.

No caso do Mapa do Tesouro, não há nenhum mal em recortar figuras de coisas sofisticadas, como carros, joias, casas e propriedades suntuosas, para que você possa olhá-las e admirá-las de modo a inspirar seu desejo por coisas melhores, e desenvolver seu bom gosto e adquirir o hábito de pensar em coisas melhores o tempo todo. Pensar nas melhores coisas do mundo não irá prejudicá-lo desde que você veja essas coisas da perspectiva correta. Chame essa sessão de cantinho do sonho ou da idealização, ou algo assim, desde que você entenda o que é. Lembre-se de que você pode ter todas essas coisas, por mais sofisticadas que sejam, mas têm que vir por meio das leis do plano físico, geralmente em troca de dinheiro. Uma coisa é certa: elas têm de vir para você por meio da expansão da esfera da Disponibilidade; portanto, você tem de dar a essa esfera um tempo para se expandir, para acumular.

A busca dessas figuras estimula o seu eu interior a agir; o fato de rever com frequência essas figuras reforça e acelera as atividades dos planos interiores para que lhe tragam as coisas que você quer.

Dê uma olhada atenta no mapa todos os dias. Em algumas semanas, você será capaz de trazer as figuras à memória com facilidade. Ao recordar as figuras, você deverá ser capaz de lidar com elas para adequá-las a si.

Livros relacionados:

 

Postar um comentário

0 Comentários