Simbologia e Poder do Arquétipo do Lobo: Lealdade, devoção e o Predador


O lobo ajuda você a aproveitar sua natureza selvagem mais íntima para que você possa proteger seu bem-estar emocional e físico. 

Como um Animal Espiritual, o Lobo vem nos apoiar e nos ensinar sobre questões de poder pessoal, equilíbrio, autocontrole e nossos instintos animais. Lobos estão intimamente ligados à lua nos transmitindo uma ideia de intuição, espiritualidade e misticismo.

Lobo é o nome utilizado, geralmente, para se referir ao lobo-cinzento (Canis lupus)um animal mamífero, que vive em algumas regiões do Hemisfério Norte.É um animal carnívoro e grande predador, ocupando o topo da cadeia alimentar.

o Lobo é muito inteligente, adora autonomia e tem um forte caráter social. 


Liderança, Cooperação, Família

Os lobos costumam formar uma matilha ou alcateia composta por um macho, uma fêmea e seus filhotes. As vezes com outros lobos, parentes ou não, todos seguindo o macho Alfa.  Em geral, uma alcateia possui de três a 11 indivíduos, havendo registros de grupos de mais de 40 lobos. 


Arquétipo de Amor e Lealdade

Lobos são monogâmicos, incrivelmente fiéis ao seu parceiro e protegem os filhotes até à morte. Assim, devoção à matilha (família, tribo, clã e assim por diante) é predominante na energia do Lobo.

O lobo é portanto um bom arquétipo para o amor e relacionamentos duradouros.


Comunicação

Eles apresentam incrível capacidade de comunicação, a qual é realizada por meio de expressões faciais, linguagem corporal e vocalização. Os lobos também marcam seu território com cheiro.



Simbolismo nativo americano do Lobo

Os nativos americanos consideravam o lobo com respeito e reverência. Os lobos são vistos como seres medicinais, por isso recebem um status especial e reconhecimento como seres poderosos e importantes na tradição e cultura nativas. A medicina do lobo é a de devoção, vitória, inventividade, segurança e fertilidade.

Os Cherokee têm um grupo chamado "Clã dos Lobos"  como um de seus sete clãs.  Embora o Lobo seja um símbolo de família e conexão, nutrição e proteção da matilha e das crianças, podemos ver que o Lobo é mais complexo do que o papel em que essa criatura é frequentemente colocada como um predador de ponta, sem considerar a gentileza, o amor e a proteção do Lobo. 

Os Quileute e Kwakiutl acreditam que Lobo se transformou nos primeiros humanos, uma reiteração da crença mundial em Lobo como metamorfo e a conexão entre Lobo e Humano. A conexão entre os mitos do Lobo e da criação também prevalece na tradição nativa.

Embora a crença na capacidade de uma pessoa de atrair o poder e a energia de um aliado Animal não seja exclusiva do Lobo, muitas tribos nativas incluem o Lobo entre os mais importantes animais com quem  comungam e se conectam em cerimônias e rituais. Usar a pele de um lobo é uma maneira de os grupos nativos forjarem uma aliança e conexão com a Medicina do Lobo.

Simbolismo oriental do Lobo 

No Japão, a tribo Ainu reverenciava o lobo e o usava em suas cerimônias sagradas. O lobo também é um animal sagrado do Santuário Xintoísta em Mitsumine, Prefeitura de Saitama. 

Nas tradições budista e hindu, o lobo é o veículo das divindades e, particularmente, dos deuses tibetanos. Para os hindus, o Senhor Krishna criou centenas de lobos de seu cabelo para assustar o povo de Vraja e fazê-lo migrar para Vrindavana. 

Na literatura védica hindu, o lobo está associado à noite e à escuridãoNo norte da China, o lobo simboliza  força, coragem e cooperação, e é por isso que as imagens do Lobo apareceram no armamento. Nesta região, os mitos falam de lobos voando para o céu levando os espíritos dos mortos para um deus ancestral.

No simbolismo e na mitologia celta, o lobo é visto como um símbolo de um valente guerreiro. Representa bravura, fidelidade e integridade. No geral, as histórias celtas falam de Lobo como um guia que caminhava de perto com o Deus da floresta, Cernunnos.

A tradição medieval, como a história do Rei Siggeir, fala de Lobos que mudam de forma e a conexão entre Lobo e família e proteção. Neste conto, o Lobo é usado como imagem da mãe do Rei ou acredita-se que ela se transformou em Lobo. Seus filhos, Sigmund e Sifjolti, se esconderam sob peles de lobo e uivaram, usando a voz do Lobo para se disfarçar de seu pai que tentou matá-los.

Fora da Lei

O significado e o simbolismo do lobo também estão associados a quem trabalha fora da lei para fazer o que é certo, transmitindo também um arquétipo de fora da lei.

Assim lobo é sinônimo de transformação, proteção e também engano.



Na mitologia romana o deus romano Odin também estava associado aos lobos. Fenrir era um lobo nórdico, que Odin trouxe para Asgard, o lar dos deuses, esperando que ele pudesse eventualmente domá-lo. 

Fenrir, no entanto, ficou mais forte e mais feroz a cada dia, até que os deuses tiveram que algemá-lo com a mais forte das correntes. Fenrir conseguiu quebrar cada corrente. Finalmente, ele foi contido por um cordão mágico tecido por anões.

No Egito Antigo, um deus lobo arcaico chamado Upuaut (ou Wepwawet) era filho de Ísis/Néftis. Os egípcios viam Sirius, a Estrela do Cão, como ligado ao lobo sagrado. Uma divindade Lobo conhecida como Upuaut também é reverenciada.

Simbolismo do Lobo no  cristianismo e o arquétipo do predador 

Na tradição e o simbolismo cristão tendem a se concentrar no Lobo como a oposição  de outro símbolo importante nesta religião: o Cordeiro.

O cordeiro é considerado um símbolo de Cristo por causa da natureza gentil desse animal e da conexão com a pureza e a inocência. Cordeiros são dóceis, subservientes e vivem em rebanhos que precisam ser influenciados e protegidos pelo Pastor. Assim, Cristo é visto como símbolo tanto do Cordeiro quanto do protetor do Rebanho.

D o outro lado temos o predador que é astuto e pode penetrar em qualquer local  na tentativa de se alimentar da inocente e desavisada Ovelha, podemos ver como o Lobo se torna um ajuste natural para o papel de “predador”. "O lobo em pele de cordeiro"

Assim, o Lobo como símbolo aparece representando os perigos daqueles que são a antítese dos ensinamentos de Cristo. Essa designação é descrita na Bíblia, em Lucas, com a frase “Segui seus caminhos, antes que eu os envie como cordeiros entre lobos”. Em Gênesis, o lobo é usado como símbolo de ganância e avareza, o uso da inteligência e astúcia para fins egoístas.



Lobo folclore e atualidade

A mitologia do lobo inclui muitos contos e lendas de lobos. O mais famoso é o Lobo e Chapeuzinho Vermelho onde o lobo é um símbolo de ganância, o predador que atrai vítimas inocentes. 

"O menino que gritou lobo" é um conto que  tornou-se um símbolo moral para ensinar as crianças a nunca mentir. 

Licantropia - O conceito de simbolismo dos lobisomens também é comum, onde um homem mordido por um lobo se transforma em lobisomem na noite de lua cheia.  Escritos antigos do grego Petronius também retratam lobisomens com força sobrenatural. 

O lobisomem pode ter origens europeias, mas logo esse folclore se espalhou pelo mundo. Hoje, metamorfos semelhantes ao lobisomem são comuns em muitas histórias, contos, séries e filmes ao redor do mundo. 

Nosso fascínio cultural por lobisomens também sugere nosso relacionamento conflitante com nossa própria emoção e instinto. Queremos ser livres mas tememos nossa natureza ora feroz, ora amorosa. 

Espírito animal do lobo

O espírito animal Lobo ensina muitas coisas. A medicina do lobo traz consigo a capacidade de fazer ligações emocionais rápidas e firmes.  Aprender a confiar em seus instintos e proteger as suas pessoas. Pode lembrá-lo de não julgar o que o outro faz para sobreviver e não deixar o medo trazer à tona a natureza mais escura dentro de você. 



Para que trabalhar com o arquétipo do lobo?

Este arquétipo animal está associado à energia do malandro e por sua natureza de predador, também está imbuído do poder e das habilidades associadas ao caçador. O malando é necessário para termos jogo de cintura para lidar com as situações.

Como um predador excelente, é um bom arquétipo para você ir caça do seu objetivo, reconhecendo todos os seus recursos e usando a seu favor.

O lobo também está associado à liberdade e à redescoberta do poder do Feminino Divino. O livro popular de Clarissa Pinkola - Mulheres que correm com os lobos, ajudou gerações de mulheres a recuperar seu próprio poder feminino através do arquétipo, especialmente o do Lobo. A conexão não é apenas com a mãe Loba protegendo seus filhotes, mas também a conexão com a Lua e, portanto, com a energia Feminina e os ciclos de transformação.

Quando temos que ser perspicazes e perceptivos, protetores e ferozes, amorosos e devotados, leais e nutridores, estamos recorrendo ao lobo que há em nós.

Como Lobos são animais monogâmicos, este é  um bom arquétipo para relacionamentos, compromisso e família - inspira conexão, lealdade e devoção. 

Características Chave do Arquétipo do Lobo:

  • Lealdade;
  • Proteção;
  • Companheirismo;
  • Sabedoria;
  • Instinto;
  • Força de vontade;
  • Relacionamento saudável;
  • Amorosidade;
  • Cooperação;
  • Comunidade;
  • Ferocidade;
  • União;
  • Ardiloso;
  • Autonomia;
  • Confiança;
  • Mistério;
  • Força;
  • Predador;
  • Comunicação;
  • Liderança ou cooperação;
  • Aprender a trabalhar em grupo;

O Lado Sombrio do Lobo:
  • Ganância
  • Ardiloso de forma egoísta ou enganosa
  • Apego

Indo um pouco mais além no Mundo dos Arquétipos

Postar um comentário

0 Comentários