A psicóloga da Universidade de Stanford, Carol Dweck, estava curiosa para saber por que algumas pessoas prosperam enquanto outras fracassam. Em suas próprias palavras  "era obcecada pela ideia de compreender como as pessoas lidam com fracassos, e resolvi estudar esse tema observando como os estudantes lidavam com problemas difíceis."  Ela estudou os fundamentos do sucesso e das realizações por décadas.

Sua principal contribuição é a distinção entre uma mentalidade fixa e uma mentalidade construtiva disposta em Mindset- A nova psicologia do Sucesso.

Meu trabalho faz parte de uma tradição da psicologia que mostra o poder das crenças pessoais. Podemos ter ou não consciência dessas crenças, mas elas têm forte influência sobre aquilo que desejamos e sobre nossas chances de consegui-lo. Essa tradição demonstra também como a mudança das crenças individuais, mesmo as mais simples, é capaz de produzir efeitos profundos. -  Carol Dweck

Vamos explorar o que essas mentalidades realmente significam, por que são importantes, como determinar qual você tem e como mudar nossas mentalidades.

Mentalidade fixa versus mentalidade de crescimento

Em uma mentalidade fixa, os indivíduos acreditam que nascem com talento ou não. Eles são naturalmente bons em alguma coisa ou não são. Eles veem a inteligência como um traço fixo e creditam que o talento inato determina o sucesso.

Indivíduos mentalidade de crescimento acreditam que o talento vem com esforço. Eles acreditam que qualquer um pode ser bom em qualquer coisa; que suas habilidades podem ser desenvolvidas por meio de dedicação, perseverança e estratégia.

Indivíduos com uma mentalidade fixa buscam se validar e evitar a dorIndivíduos com código mental construtivo focam no desenvolvimento de si mesmos.

Embora essa distinção possa parecer simples, as implicações são enormes. Todos  temos os dois mindsets disponíveis, mas tendemos a navegar na vida com um deles como um impulso natural. Dessa forma o mindset de crescimento pode ser desenvolvido, consciente que o fixo ainda dará o ar da graça de tempos em tempos. É preciso estar atento!

Indivíduos de mentalidade fixa acreditam que sua inteligência e habilidades são o que são, eles investem sua energia em parecer inteligentes, em vez de aprender e se desenvolver. Ex; estudar para tirar notas altas não para aprender de fato.

Com uma mentalidade fixa, você está mais voltado em fazer certo, ganhar do que aprender errando, mais no resultado do que  na experiência em si, o que gera sentimento de fracasso a cada erro e eventualmente desistência.

Esse “fracasso” será humilhante e você provavelmente o evitará a atividade em questão pelo resto da vida. Você vai dar uma desculpa como: " isso .... não é para mim". Seja lá o que "isso for".

Se você acredita que alguém é apenas um “dançarino nato” ou que “simplesmente não sabe dançar”, você está mantendo uma mentalidade fixa. 

É extremamente prejudicial manter uma mentalidade fixa, acreditar que inteligência e talento são estáticos. No entanto, a maioria de nós mantém uma mentalidade fixa em várias áreas de nossas vidas.

Em uma mentalidade construtiva, você acredita que pode desenvolver qualquer habilidade por meio de dedicação e trabalho árduo. Por causa dessa crença, você deseja aprender. Isso permite que você aceite desafios e persevere quando os contratempos invariavelmente surgirem durante o processo de aprendizagem.

Com uma mentalidade construtiva, você vê o esforço como um ingrediente essencial no caminho para o domínio . Você não foge do esforço; você o abraça. Nesse mindset cada erro te leva mais próximo do sucesso ao invés de ser tomado como um fracasso. Ao invés de autocrítica existe automotivação.

Quando você vê outros tendo sucesso em seu caminho para a maestria, você encontra inspiração e lições para aprender para o seu próprio desenvolvimento.

Determine sua mentalidade Dominante 

Dweck oferece um auto-teste em seu livro MindsetVocê também pode ter uma mentalidade mista, uma combinação das duas, embora Dweck diga que as pessoas tendem a se inclinar para um ou outro.

Você pode ter uma mentalidade construtiva para a inteligência e uma mentalidade fixa para sua personalidade ou vice-versa. E em diferentes situações, sua mentalidade pode mudar.

Como mudar sua mentalidade

Digamos que você identifique que tem uma mentalidade fixa em uma área particular de sua vida. O que você pode fazer a respeito?

Dweck descobriu que apenas aprender sobre a mentalidade construtiva pode causar grandes mudanças na forma como as pessoas veem a si mesmas e suas vidas.

Dessa forma, a leitura de materiais como este artigo e o livro Mindset abre sua mente para mudar sua perspectiva do que é possível. Saber a distinguir entre um crescimento e uma mentalidade fixa dá a você uma escolha.  

Com uma mentalidade fixa, você acredita que nasceu com talento ou não. Com uma mentalidade construtiva, você sabe que esta última frase é falsa.

 Em Direto ao Ponto: Os segredos da nova ciência da expertise Anders Ericsson traz os resultados de mais de 30 anos de pesquisa para desvendar os mitos da expertise e da excelência e vai te ajudar a identificar padrões que podem retardar seu processo de desenvolvimento. O Código Do Talento  de Daniel Coyle  nos mostra que ninguém precisa nascer com um dom para, no final das contas, atingir bons resultados em qualquer atividade. 

Mergulhar em informações como essas ensinam a nossa mente uma nova abordagem sobre nós mesmos e sobre os outros.

Um processo de 4 etapas para mudar sua mentalidade

A chave para mudar sua mentalidade está, antes de mais nada, na autoconsciência.

Para mudar sua mentalidade, você precisa ser capaz de identificar as situações que acionam uma mentalidade fixa e observar quando você está caindo nela.

Em seu livro Dweck oferece várias histórias pra aprendermos a observar o comportamento da mente fixa e a diferença gritante da mudança para um mindset de crescimento. Mas também mostra que exige esforço e vontade.

Aqui estão quatro etapas que Dweck oferece:

 Passo 1 Reconhecer 

O primeiro passo é abraçar seu mindset fixo. Vamos admitir, todos nós temos um pouco dele. Somos uma mistura dos mindsets fixo e de crescimento e precisamos reconhecer isso. Aceitar isso não é uma vergonha. É mais como “bem-vindo à raça humana”. Mas, embora tenhamos de aceitar que há certo mindset fixo dentro de nós, não temos de aceitar que se revele com frequência nem a quantidade de danos que provoca quando emerge. 


Passo 2  aprender a ouvir a "voz" de sua mentalidade fixa.

O segundo passo é saber o que desencadeia seu mindset fixo. Quando sua persona com mindset fixo se apossa de você? 

Ao se aproximar de um novo desafio, a voz pode dizer: “Tem certeza de que pode fazer isso?” ou "E se você falhar?" Depois de bater em um obstáculo, você pode ouvir: “Se ao menos você tivesse talento” ou “Eu disse que era muito arriscado”. Diante das críticas, a voz diz: “Não é minha culpa” ou “Quem eles pensam que são?”

Como você se sente quando acha que realmente fracassou? Perdeu o emprego. Perdeu um relacionamento estimado. Fez tudo errado e de forma grave. É raro uma pessoa não ter um episódio de mindset fixo. 

Passo 3 Agora, dê um nome a sua persona com mindset fixo

Pare um momento para pensar cuidadosamente sobre sua persona com mindset fixo e a nomeie. Em seu livro Carol nos dá exemplos do seu trabalho e como as pessoas nomearem suas personas de mente fixa as ajudou no processo de reconhecê-las e lidar com elas.

Passo 4 Eduque e aja 

Você está em contato com seus gatilhos e aflitivamente ciente de sua persona com mindset fixo e do que ela faz com você. Ela tem um nome. O que acontece agora? Eduque-a. Leve-a na jornada com você. 

Quanto mais ciente estiver dos gatilhos de seu mindset fixo, mais você poderá estar vigilante para a chegada de sua persona. Se você está prestes a sair de sua zona de conforto, esteja pronto para recebê-la quando ela aparecer e avisá-la para parar. 

Agradeça por seu aparecimento, mas então diga-lhe por que você quer dar esse passo e peça que o acompanhe na jornada: “Olha, sei que isso pode não funcionar, mas realmente gostaria de tentar."

Não a reprima ou a expulse. Apenas deixe-a se pronunciar. Deixei-a cantar e dançar e, quando ela se acalmar um pouco, converse sobre como planeja aprender a partir do contratempo e seguir em frente: 

“Sim, sim, é possível que eu não seja tão bom nisso (ainda), mas acho que tenho uma ideia do que fazer a seguir. Vamos pelo menos tentar”.

A mentalidade fixa diz: “Tem certeza de que pode fazer isso? Talvez você não tenha o talento. ”

A mentalidade construtiva responde: “Não tenho certeza se posso fazer isso agora, mas acho que posso aprender com tempo e esforço”.

Mentalidade fixa: “E se você falhar, você será um fracasso”

Mentalidade de crescimento: “A maioria das pessoas bem-sucedidas teve "fracassos" ao longo do caminho.”

Lembre-se de que sua persona de mindset fixo nasceu para protegê-lo e mantê-lo em segurança. Mas desenvolve umas formas muito limitantes de fazer isso. Então, eduque-a nas novas formas do mindset de crescimento.

Entenda o ponto de vista de sua persona, mas lentamente ensine-a uma maneira diferente de pensar, e leve-a com você em sua jornada para o mindset de crescimento.