Arquétipo, Simbologia e Significado do Pavão; Carisma e Presença (Animal de poder, totem e espírito animal)


O simbolismo e os significados do pavão incluem beleza, carisma, poder masculino, 
autoestima e esplendor.

Pavão é uma ave de beleza cativante, admirada desde a Antiguidade. Suas penas vívidas e iridescentes são fascinantes. Nos mitos culturais  os desenhos nas penas do pavão eram vistas como olhos que tudo veem. 

Assim, o significado de pavão também inclui visão e consciência de longo alcance, intuição e habilidades extra-sensoriais. O Pavão também está associado à Energia Solar, pois sua cauda aberta lembra o formato do Sol e a abóboda celeste.



Proteção

O pavão é reconhecido pela sua capacidade de se alimentar de cobras venenosas. Pavões também são conhecidos por serem incrivelmente territoriais, até mesmo agressivos. 

Na forma de um talismã, o pavão protege o usuário de veneno, doença e infortúnio. Por extensão, as penas de pavão representam a imortalidade. A pena absorve energia nociva. Os persas têm esculturas de pavões perto dos aposentos reais, considerando-os guardiões. 


Carisma e espetáculo


Os pavões gostam de se exibir, especialmente quando estão na presença de outros pavões e quando estão procurando um parceiro. Assim, o pavão é o símbolo máximo de carisma.



Beleza espetacular, exuberância


O pavão  impressiona por sua plumagem espetacular. O macho possui um exuberante leque, que utiliza para conquistar a fêmea para a reprodução. O leque, no pavão adulto, pode chegar a medir até dois metros e meio de diâmetro, e possui em torno de 200 penas de diferentes tamanhos.


Autoestima e autoconfiança


Pavão usa a beleza da sua calda para chamar a atenção e conquistar uma parceira na época de acasalamento.  Este arquétipo nos ensina a abraçar a nossa beleza única em todas as suas formas e  a usar todos os nossos recursos conquistar nossos objetivos.

As vezes achamos pouco dos nossos dons, e não os mostramos ao mundo. Fazemos planos que nunca parecem estar prontos, mas na verdade só precisam dar o primeiro passo para fora do papel. Não é a ideia, beleza ou a habilidade que falta e sim a autoconfiança.


Renovação


No inverno, as penas antigas caem, para que nasçam outras na primavera, motivo de ser considerado como um símbolo de renovação.

O pavão também está associado ao pássaro mítico, a fênix. Na verdade, alguns dizem que a fênix é parte pavão.

Nas tradições xamânicas, o espírito animal Pavão é um curandeiro. O Pavão é evocado na cura psíquica cujo intuito é propiciar atitudes de coragem e dissipação de medos. Também representa a eternidade, a imortalidade, a bondade e a magia.


MITOLOGIA E SIMBOLOGIA DO PAVÃO EM DIFERENTES CULTURAS



Pavão na Índia e Hinduísmo


Chamado Mayura em sânscrito, o pavão  é a ave nacional da Índia, uma figura importante na cultura  hindu.

No hinduísmo o pavão caminha com Lakshmi, a deusa da boa sorte, riqueza, compaixão e fortaleza.  Segundo a mitologia hindu, o pavão nasceu das penas de Garuda, uma ave mítica que é a montaria do deus Vishnu.

Associado a Hindra, um deus do trovão e da chuva cujas águas renovam a Terra. Dizem que os pavões são precursores da chuva – eles dançam quando sabem que está chegando. Nesta parte do mundo, o pavão também simboliza o apoio. Ele também está associado a Murugan (ou Kartikeya), o deus hindu da guerra e a divindade Mayuresvara, que é uma encarnação de Ganesha, o deus da boa sorte.

No épico hindu Ramayana , quando o deus Indra (o irmão mais velho de Vishnu) é incapaz de derrotar o malvado rei Ravana, ele se abriga sob a asa de um pavão. Em gratidão pela proteção do pavão, Indra concede a ele mil olhos para que ele possa ver em todos os lugares, além de destemor quando se trata de cobras . 

O Pavão também é considerado ''a ave de Krishna'' pelo Hinduísmo. Em algumas representações há um pavão ao lado de Krishna, já em outras, Krishna está com uma pena de pavão enfeitando sua coroa, simbolizando sua beleza implícita e a Sabedoria Infinita.


Pavão na Mitologia grega


Os antigos gregos e romanos comparavam a cauda do pavão aos olhos das estrelas. Ele era sagrado para Hera, e havia uma punição severa para quem tirasse a vida de um Pavão.

Em uma história, a deusa Hera percebeu que seu marido, Zeus, tinha olhos para uma de suas sacerdotisas, uma donzela chamada Io. Então, Hera enviou seu servo Argus, que tinha 100 olhos, para proteger Io do lascivo Zeus.

Com a intenção de sua conquista, Zeus mandou matar Argus para que ele pudesse cortejar Io. Hera ainda conseguiu intervir. Mas em agradecimento ao seu servo morto, ela transferiu os olhos de Argus para as caudas dos pavões, para que pudessem continuar a vigiar tudo no mundo.



Pavão no Egito Antigo


No antigo Egito, os pavões simbolizavam proteção, cura e bem-estar . Os egípcios associavam o grande círculo na pena do pavão ao Olho de Hórus, também um símbolo de proteção. Eles também associaram o pavão com a fênix e sua divindade criadora aviária, Bennu, que criou ordem a partir do caos e que poderia se autorregenerar.


Simbolismo do pavão na China


Na China, o pavão simboliza beleza, majestade, divindade, proteção e o triunfo do bem sobre o mal . Nos mitos chineses , o pavão está associado à deusa Guan Yin. Assim como o pavão pode matar e devorar cobras, Guan Yin tem o poder de transformar o mal em beleza. 


Pavão no budismo


No budismo, a capacidade do pavão de regenerar suas penas simboliza a reencarnação e nossa capacidade de aprender e transformar. Além disso, o pavão que abre suas penas é comparado a uma flor de lótus que abre suas pétalas. Ambos simbolizam a capacidade de nossa consciência de se expandir à medida que nos tornamos iluminados.

Assim, no budismo, os pavões também simbolizam bodhisattvas, que são aqueles que alcançaram a iluminação, ou prajna , mas que adiam o nirvana para que possam ajudar os outros a atingir a iluminação. Além disso ele é reverenciado pela capacidade de comer cobras venenosas.


Pavão na África


Na África Central, onde o pavão é nativo, as penas de pavão são sagradas. Assim, eles eram tradicionalmente usados ​​pelos chefes. O povo iorubá da África Ocidental associa o pavão à deusa Oxum, que rege o amor, a sensualidade, a fertilidade, a água e a pureza. 

Uma lenda africana conta a história de como o pavão salvou o mundo. Há muito tempo, o povo se cansou de servir a Olodumare, o criador. Eles acreditavam que não precisavam mais de sua ajuda e que estariam melhor sem ele. Afinal, ele estava muito longe nos céus e eles estavam aqui na Terra. Assim, eles conspiraram para derrubá-lo. 

Irritado com a falta de gentileza do povo, Olodumare parou de abastecer a Terra com chuva e as  plantas, insetos e animais começaram a morrer. Logo as pessoas também  ficaram com sede e fome e começaram a adoecer e morrer. Então decidiram que deveriam enviar alguém aos céus para implorar perdão a Olodumare.

Todos os pássaros se ofereceram, inclusive o pavão. A princípio, as pessoas riram, dizendo que o pavão era muito bonito e mimado para fazer a viagem. No entanto, o pavão persistiu e voou para alcançar Olodumare nos céus. 

A viagem foi tão perigosa, que ele perdeu todas as suas penas ao longo do caminho. Quando ele chegou a Olodumare, ele era apenas um esqueleto do lindo pássaro que ele era. 

No entanto, Olodumare foi capaz de ver a sinceridade nos olhos do pavão e ficou impressionado por ele estar disposto a sacrificar sua majestosa beleza pelo bem do povo. Ela também viu que o pavão encarnava a deusa Oxum.  Assim, Olodumare restaurou as penas do pavão, tornando-o ainda mais bonito, abençoou-o com uma bela voz e fez dele seu mensageiro oficial ao povo.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA O PODER DOS ARQUÉTIPOS 

Significado do pavão no cristianismo 

Embora fossem símbolos de riqueza e prosperidade na Bíblia, o pavão passou a ter um significado simbólico mais profundo para os cristãos. Ao regenerar suas penas, tornaram-se símbolos da ressurreição e imortalidade de Cristo.

Melek Taus


Para o povo Yaziki do norte do Iraque e do Curdistão, o pavão tem um significado espiritual importante. De acordo com uma de suas histórias da criação, Deus criou o mundo e o confiou a sete seres sagrados, ou anjos. Um deles foi Melek Taus, ou o Anjo Pavão. Assim, o pavão, embora não nativo de sua terra natal, é um pássaro sagrado para os yazidis, adornando muitas casas, túmulos e templos.



Animal de Poder Pavão


A medicina animal do pavão pode ser um poderoso aliado na magia para renovação, amor, sorte e sucesso. Este animal espiritual também apoia a confiança pessoal e a integridade. Como o nome indica, um animal de poder pode capacitá-lo com suas características mais dinâmicas. Você pode invocar o animal de poder pavão em situações em que você:

Sinta que  precisa de mais energia masculina positiva, confiança e orgulho. Estiver passando por uma perda e querem encontrar a beleza na vida e renovação.  Quando precisar falar em público, dar uma palestra ou aparecer de alguma forma. Quando precisar de estimulo para expor suas ideias.


Animal Espiritual

O pavão é visto como um pássaro divino com enorme poder espiritual. Se um pavão se apresenta a você ou é seu animal espiritual, você tem um majestoso guardião em seu ombro. Pode ser um sinal para viver mais plenamente e expandir a diversidade de suas experiências para que você possa abraçar mais o que a vida tem a oferecer. Pode ser uma chamado para olhar para as coisas bonitas da vida e se exibir mais também!

Animal espiritual não é diferente de animal de poder ou arquétipo animal, aqui apenas expressamos de uma forma diferente, quando o animal aparece pra você como uma mensagem, como um guia, como um chamado, enquanto o animal de poder é sobre as qualidades que ele detém e tem o poder de nos "emprestar", mas na verdade nos ensina ao longo do caminho.


Totem do Pavão


As pessoas com o totem do Pavão sempre vêm de um lugar de honra e integridade. Em outras palavras, eles defendem suas crenças e vivem de acordo com elas. Se você nasceu com um totem de Pavão, você é uma pessoa fiel à sua palavra. A honra é uma característica chave junto com a honestidade que vibra através de sua própria alma. 

Pessoas de pavão são os tipos que podem ver o quadro geral e colocar as coisas em contexto. Eles também têm a capacidade de ver as situações de diferentes perspectivas. Eles também podem ser descritos como psíquicos porque têm previsão e podem “ver” coisas que os outros não veem.

 Pessoas pavão  tendem a extravagância e eles se divertem em ser o centro das atenções. Além disso, você provavelmente é uma pessoa que tem gosto eclético.

Pessoas pavão têm que ter cuidado com o ego. É fácil deixar o orgulho atrapalhar. No entanto, o verdadeiro poder e remédio do Pavão é demonstrado ao usar seu conhecimento com graça e humildade.


CLIQUE AQUI E CONHEÇA O PODER DOS ARQUÉTIPOS 


Pavão em Astrologia e Signos do Zodíaco

Se você nasceu entre 15 de novembro e 12 de dezembro, o Zodíaco Maia diz que você nasceu sob o signo do Pavão. As pessoas com este signo têm um equilíbrio natural. Eles são autoconfiantes, criativos e engraçados.


Características Positivas:

  • Exuberância;
  • Luxo;
  • Riqueza;
  • Elegância
  • Magnificência;
  • Resiliência;
  • Transmutação;
  • Autoestima;
  • Autoconfiança;
  • Proteção
  • Espetáculo
  • Orgulho
  • Versatilidade
  • Visão e Consciência
  • Renovação 
  • Majestade
  • Boa sorte
  • Autoafirmação;
  • Amor próprio;
  • Beleza;
  • Magnetismo pessoal;
  • Graciosidade;
  • Imagem pessoal amplificada.


O Lado Sombrio do Pavão:

  • Vaidade;
  • Orgulho;
  • Imposição de ideias;
  • Inconveniência;
  • Ego inflado;
  • Necessidade de chamar atenção;



Indo um pouco mais além no Mundo dos Arquétipos 

Os arquétipos são responsáveis por reger e organizar o mundo, a mente e também os comportamentos dos seres.

Para isso, ele atua poderosamente no que chamamos de inconsciente coletivo, trazendo transformações reais para a nossa vida.

Sendo assim, se você deseja mudar a sua frequência e se beneficiar da energia dos arquétipos, recomendamos que você conheça nosso treinamento O Poder dos Arquétipos.


Postar um comentário

0 Comentários